50 anos em 5Jogada 10

spot_img

Anúncios

O ano de 2022 será o ano de preparar a inauguração da Arena MRV e tudo passa pela casa do Galo. Há um plano seguido meticulosamente, pensado até para quando ocorrer desvios e algumas falhas de engrenagem.

No início da semana, foi comunicada na terça-feira (28), a saída do treinador Cuca do comando do Atlético e, claro, chocou torcida e corpo diretivo.

No entanto, apuramos que já havia a possibilidade há um tempo considerável da saída do comandante e o clube tentou demover Alexi Stival de sua vontade pessoal.

Obviamente, há uma gratidão enorme por Cuca, mas, no momento, ninguém está satisfeito. Soubemos que o Atlético fez tudo para atender aos pedidos do técnico em várias ocasiões, mas que há também um limite de tempo e de pedida para qualquer funcionário no Galo. Certamente, não há como avaliar escolhas pessoais e existe também o contraponto de que Stival saiu por cima. Para muitos, no momento certo, já que, bastaria duas derrotas no estadual para que os argumentos mudassem contra seu desempenho.

Estatuto novo e Venda do Shopping

Mas aí, e o “proxeto”? Poucas vezes o Atlético teve uma linha que pensasse o clube de forma perene como agora. O Galo tem um plano quinquenal de equacionar suas finanças até 2026 e o ano, que começa hoje, deve ter muitas andanças.

Os primeiros caminhos passam pela remodelagem do novo estatuto prendendo ações importantes a um colegiado, o Conselho Administrativo. A ideia é dividir acertos e diminuir erros crassos que ficariam nas mãos apenas do presidente. Em síntese é – colocar no papel o que acontece de maneira amigável desde o ano passado com o sexteto ( 4R, presidente e vice-presidente). Pensou em contratar ou vender um patrimônio? Primeiro vai ao Conselho Administrativo. Chegado o consenso, convoca-se todos os conselheiros para votar.

Dentro das metas de 2022, na agenda, o plano é dispor da outra metade do Shopping Diamond Mall, avaliado na casa de R$ 350 milhões. Com isso, o Galo em negociação, pretende quitar as dívidas onerosas (juros de bancos) e com o “dinheiro na mão” quitar o equivalente em cerca de R$ 600 milhões através da fluidez .

JK e o Plano de Metas Invertido – 50 anos em 5

Ficariam assim, para o período de 2023 a 2025, quitar as dívidas com os investidores (4R) e o Profut que já está equalizado. Nesse instante, a Arena MRV estará inaugurada e o orçamento do clube passará da realidade atual para a casa bilionária. Numa mudança semelhante idealizada por outro mineiro, num slogan conhecido de Juscelino Kubitschek de fazer o desenvolvimento do país equivalente a 50 anos em 5 de mandato (1956-61).

Claro, o plano desenvolvimentista de JK iniciou a dívida externa do país, já que, era preciso trazer investimentos estrangeiros para desenvolver a indústria de base brasileira, além da educação, agricultura, construção civil e infraestrutura arcaica. Houve um custo, mas Juscelino levou o Brasil à expansão, o que permitiu a instalação de, por exemplo, fábricas de automóveis no país, pois foi Juscelino que abriu de vez as rodovias  brasileiras. A síntese do Plano de Metas foi a interiorização nacional com a construção de Brasília desenhada por Oscar Niemeyer.

No caso do Atlético, o plano é invertido na dependência. O Galo quer, assim como JK, expandir a marca, associando valor ao seu distintivo, colocando o Galo na crista da montanha, mas, inevitável e estrategicamente se prepara para ser um clube-empresa, sem pressa, observante aos erros e acertos de quem tem a obrigação de aderir ao modelo de SAF agora, sem ao certo saber por onde “pisa”, exatamente por não ter escolhas e tempo. O Atlético tem tempo e pode escolher.

O Galo tem o Plano de Metas de JK, mas é invertido, porque, além de interiorizar, quer ser cosmopolita e internacionalizar além do Atlântico. Além disso, quer não depender do FMI (4R), quer apenas dele se impulsionar e aproveitar o atleticanismo que deles há. É a analogia do filho que no banco da bicicleta quer a segurança do seu pai, mas que espera estar pronto, em breve, para se soltar.

Nesse caminho, muita peça vai ser trocada na engrenagem e o projeto, tão famigerado na boca do povo, seguirá. Uma coisa é certa: time forte e cada vez mais forte não faltará.

*As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião do site Jogada10.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Publicado em

artigos RECOMENDADOS

Aplicativos para Simular Maquiagem

Se você gosta de testar diferentes looks e estilos de make, você está no...

Melhores Apps de Bate-papo e Namoro para Pessoas com Mais de 50 Anos

Encontrar conexões significativas é importante em qualquer fase da vida. Para pessoas com mais...

Aplicativo Manual do Eletricista

No mundo moderno, a eletricidade é essencial em nossas vidas diárias, e saber lidar...