Agrishow cancela cerimônia de abertura, após polêmica com governo federal

spot_img

  • A cerimônia de abertura da Agrishow, maior feira de agrotecnologia da América Latina, marcada para segunda-feira (1º), em Ribeirão Preto, foi cancelada após o ‘desconvite’ do ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, para o evento.
  • A organização da feira emitiu um comunicado anunciando o cancelamento da solenidade em virtude da repercussão gerada pelo episódio.
  • A crise provocada pelas entidades organizadoras da Agrishow se intensificou no início da última semana, após a confirmação do convite ao ex-presidente Jair Bolsonaro.
  • O governo federal ameaçou cancelar o patrocínio do Banco do Brasil à feira, que acontece desde 1994.
  • Ao menos dois ministros defenderam o cancelamento do patrocínio, mas a instituição financeira manterá os estandes que já foram instalados na feira. A presidente do BB, Tarciana Medeiros, não participará mais.
  • No textomo que enviou sobre o cancelamento da abertura, a Agrishow afirmou que mantém a sua tradição de ser a principal vitrina do setor no país e de estimular os negócios, reiterando o convite para que o ministro da Agricultura conheça as inovações que estão a expandir a competitividade e o desenvolvimento do setor.

Agrishow cancela abertura oficial

abertura, Agrishow, governo

Anúncios

A tradicional cerimônia de abertura da Agrishow foi cancelada após a discussão envolvendo o ‘desconvite’ ao ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, para que não comparecesse ao evento.

A crise começou na terça-feira (26), quando houve uma conversa entre o presidente da feira, Francisco Matturro, e Fávaro.

O cancelamento da cerimônia foi confirmado pelas entidades que organizam a feira neste sábado (29), por nota.

Na sexta-feira (28), o governo federal ameaçou cancelar o patrocínio do Banco do Brasil à feira, que é a mais importante do setor agrícola no país.

A decisão de cancelar a cerimônia foi tomada devido à politização do evento, que deveria ser marcada pela oferta de tecnologia e soluções para o produtor rural, e não ter um tom político.

Em nenhum momento, a organização da Agrishow diz se o ex-presidente Jair Bolsonaro vai à Agrishow até a próxima sexta-feira (5), quando o evento termina

Leia a nota da Agrishow na íntegra:

“Em virtude de toda a repercussão gerada pela cerimônia de abertura da 28ª edição da Agrishow, as entidades realizadoras do evento (Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira de Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo e SRB – Sociedade Rural Brasileira), optaram por não realizar solenidade de abertura da feira, prevista para o dia 1º de maio, às 11h.

A Agrishow mantém a sua tradição de ser a principal vitrine do setor apresentando o que há de mais moderno em tecnologia para o agronegócio, soluções para pequenas, médias e grandes propriedades, estimulando a realização de negócios.

Reiteramos o convite para que mantenha a sua agenda de visita ao evento para conhecer as inovações que estão ampliando a competitividade e desenvolvimento do setor.

Publicado em

artigos RECOMENDADOS

Aplicativos para Simular Maquiagem

Se você gosta de testar diferentes looks e estilos de make, você está no...

Melhores Apps de Bate-papo e Namoro para Pessoas com Mais de 50 Anos

Encontrar conexões significativas é importante em qualquer fase da vida. Para pessoas com mais...

Aplicativo Manual do Eletricista

No mundo moderno, a eletricidade é essencial em nossas vidas diárias, e saber lidar...