Concorrente do Google desiste de ser mecanismo de busca

spot_img

Anúncios

A Neeva, que por um tempo parecia uma das startups com chances reais de desafiar supremacia da busca do Google, anunciou, neste fim de semana, que vai encerrar seu mecanismo de busca. Empresa informou que vai focar em IA (inteligência artificial).

Leia mais:

Ao longo dessa jornada, descobrimos que uma coisa é construir um mecanismo de busca e outra totalmente diferente é convencer usuários da necessidade de mudar para uma alternativa melhor.

Sridhar Ramaswamy e Vivek Raghunathan, cofundadores da Neeva, em post no blog da empresa

O mecanismo de busca será encerrado em 2 de junho. No futuro, Neeva vai mudar “área de foco”, que provavelmente será baseada em LLM – “Modelos Grandes de Linguagem”, tecnologia do ChatGPT. Empresa reembolsará usuários pela parte não utilizada de suas assinaturas e excluirá seus dados.

Montagem com dois celulares com buscar feitas no Google e no Neeva
(Imagem: Divulgação/Neeva)

A dupla construiu um mecanismo de busca que realmente estava à frente do Google em alguns aspectos – por exemplo: trocar dez links azuis por uma página mais visual e enfatizar informações criadas por humanos.

Ramaswamy, em particular, era parte do motivo pelo qual Neeva parecia promissor. Como chefe de longa data do negócio de anúncios do Google, poucas pessoas estavam melhor equipadas para saber como construir e monetizar um mecanismo de pesquisa.

“Construir mecanismos de busca é difícil. Mas construir o mecanismo de busca foi, na verdade, a parte fácil”, escreveram os cofundadores da startup. Isso porque eles tiveram que lidar com acordos de bilhões de dólares que o Google assina para se tornar o mecanismo de pesquisa padrão em dispositivos em todos os lugares.

Além desse ponto, aparecem na lista de reclamações da dupla:

  • Dificuldade de encontrar configurações para mudar navegador e mecanismo de pesquisa padrão;
  • Aqueles pop-us enormes de “tem certeza que quer mudar?” quando você tenta definir novo navegador ou mecanismo de pesquisa padrão;
  • Bagunça que é a Chrome Web Store.

Ou seja, qualquer um que tente construir um novo mecanismo de busca está travando uma batalha extremamente difícil.

Outra questão

Ilustração sobre inteligência artificial do Neeva, concorrente do Google
(Imagem: Divulgação/Neeva)

Além dos problemas citados acima, Neeva era um produto pago. É que a empresa tentava provar um modelo de negócios para pesquisa diferente de anúncios e vigilância.

Ao contrário da crença popular, convencer usuários a pagar por experiência melhor foi, na verdade, um problema menos difícil do que fazê-los experimentar um novo mecanismo de pesquisa em primeiro lugar.

Sridhar Ramaswamy e Vivek Raghunathan, cofundadores da Neeva, em post no blog da empresa

Porém, o timing é interessante. Neeva está fechando no que pode ser o melhor momento em duas décadas para novos mecanismos de busca. Isso porque usuários estão cada vez mais fartos da carga de anúncios e dos resultados abaixo da média que obtêm do Google.

Além disso, chatbots de IA, como o ChatGPT e sua implementação ao Bing, mudaram ideia sobre como interagir com a internet. Neeva também apostou nisso, ao desenvolver um grande sistema baseado em modelo de linguagem chamado Neeva AI. Mas isso também não foi suficiente.

A corrida para derrubar o Google ainda está em andamento. O Bing, da Microsoft, continua a se esforçar para ganhar participação de mercado. Mas até agora, parece que o único concorrente real do Google é, bem, o Google.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Publicado em

artigos RECOMENDADOS

Aplicativos para Simular Maquiagem

Se você gosta de testar diferentes looks e estilos de make, você está no...

Melhores Apps de Bate-papo e Namoro para Pessoas com Mais de 50 Anos

Encontrar conexões significativas é importante em qualquer fase da vida. Para pessoas com mais...

Aplicativo Manual do Eletricista

No mundo moderno, a eletricidade é essencial em nossas vidas diárias, e saber lidar...