Confia! Pega a muleta do scout e vai, aperte o play na Galo TVJogada 10

spot_img

Anúncios

Aperte o “play”: “o Atlético teve mais escanteios, mais finalizações, mais posse de bola, mereceu vencer, mas não sabemos o que está acontecendo.”

A muleta do insucesso está na repetição dos erros. Nesta segunda-feira (24/10), no Jogo do Milhão – referência ao público levado pelos cearenses na temporada – no Castelão lotado, esperava-se jogo de dificuldades para o Galo.

Atlético não sai do zero contra o Fortaleza- Bruno Sousa / Atlético

A curva ascendente do time comandado por Vojvoda o colocava como favorito no jogo contra o atual campeão brasileiro, o poderoso, mas desconectado, Atlético.

Em uma partida espelhada no que foi a temporada, o Atlético teve a bola nos pés. Tentou chegar ao gol, mas era lento e facilmente marcado na transição ofensiva pelo encaixe tático do time do Fortaleza.

O time de Vojvoda não fazia uma pressão tão intensa na saída de bola do Galo, mas aprisionava os criadores atleticanos. Zaracho não viu a cor da bola mais uma vez. Rubens que recebeu oportunidade de começar o jogo, nada apresentou. Jair era o meio-campista que tentava fazer a criação para alimentar o ataque atleticano. Assim, dentro do possível, foi o melhor do Galo.

O Jogo do Galo

O primeiro tempo foi brigado, mas travado: o Galo tinha posse sem penetração, já que estava preso num quadrilátero de marcação do Tricolor de Aço a partir da segunda linha ofensiva. Por outro lado, se o time de Vojvoda, que venceu os dois confrontos do Brasileirão contra o Flamengo, tinha boa recomposição defensiva. Mas não tinha poder ofensivo, mesmo tendo o bom Thiago Galhardo em ótima fase. O Fortaleza não ofereceu perigo ao Atlético.

No segundo tempo, após as substituições, o Atlético chegou mais com a tal “vitória pessoal”, através dos dribles de Keno e Pavón quebrando linhas, além de Nacho que articulava com passes mais rápidos. O argentino Pavón criou a jogada mais perigosa da peleja após um drible desconcertante em Benevenuto. Mas salvo na gaveta por Fernando Miguel que garantiu o 0 a 0.

Foi isso. Nada mais que mais uma gravação atleticana de aperte o play na GaloTV:

“O Atlético teve muito volume de jogo, finalizou, teve mais escanteios, teve a posse de bola, o adversário teve méritos e a bola não entrou, infelizmente.”

A bola não tem entrado e, talvez, o grande problema é que a “muleta” seja sempre o meu scout minha vida. Se o Atlético não olhar para a lentidão da sua posse, se não olhar para a qualidade das suas finalizações tão exaltadas, se não perceber que os escanteios irritam qualquer atleticano e que o meio-campo criador está adormecido, sonolento, teremos mais cinco oportunidades de apertar o play do marasmo na Galo TV em 2022. Pega a muleta e vai! Confia!

Uma última: passou do tempo de tentar com quem não quer, Stival, escale quem deseja não deixar seu doce empelotar. Mexa o doce sem medo, sô!

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Publicado em

artigos RECOMENDADOS

Aplicativos para Simular Maquiagem

Se você gosta de testar diferentes looks e estilos de make, você está no...

Melhores Apps de Bate-papo e Namoro para Pessoas com Mais de 50 Anos

Encontrar conexões significativas é importante em qualquer fase da vida. Para pessoas com mais...

Aplicativo Manual do Eletricista

No mundo moderno, a eletricidade é essencial em nossas vidas diárias, e saber lidar...