Dólar está em alta e cobre cai fortemente antes de dados da China mais royalties avançarem no Chile | Economia

Publicidade

O metal vermelho está apresentando quedas agressivas com notícias da China que não são muito animadoras considerando a demanda. O avanço da realeza no Congresso também está influenciando nessa queda.

A taxa de câmbio abriu o dia desta quinta-feira com impulso de alta, tocando máximas na $ 793 durante seus primeiros movimentos, $ 7 a mais do que seu preço médio ontem.

Ele cobrepor sua vez, vem apresentando quedas agressivas (maiores que 2,3%) contra notícias da China que não são muito animadoras pensando na demanda pelo metal.

Rodrigo Castillo, diretor geral da BeFX, comentou que o andamento do projeto da realeza mineira no Chile também está influenciando a queda do metal vermelho.

Em detalhes, a iniciativa foi aprovada no Senado e encaminhada à Câmara dos Deputados para seu terceiro trâmite. O alíquota máxima permaneceria em 46,5% para empresas que produzem mais de 80 mil toneladas de cobre fino; e 45,5% para os que exploram entre 50 e 80 toneladas.

A este respeito, Castillo indicou que “da Bloomberg afirmam que o país pode perder competitividade. A nível internacional, e sendo o Chile um dos produtores mais importantes, novos projetos migrariam para outras jurisdições”.

Daniel Seydevitz, analista de mercado da XTB Latam, comentou sobre a China, onde o panorama econômico é desigual nos setores.

O país “está se recuperando de uma grande crise econômica e seu setor de serviços está se expandindo”, disse ele, mas os setores de construção e manufatura, que mais usam metais, ficam para trás.

Ao todo, ele projetou que A taxa de câmbio hoje negocia com um máximo de $ 800.

Popular