Eles identificam um homem com uma fazenda de galos de briga com 19 animais em más condições

Publicidade

  • As aves encontravam-se “em condições higiénico-sanitárias deficientes” e alguns dos espécimes apresentavam “sintomas evidentes de maus-tratos”.

  • A Polícia Local não descarta a investigação do processo contra o responsável pela incubadora por alegado crime de maus tratos a animais.

EUROPA PRESS / SEVILHA O Polícia Local de Sevilha identificou um homem de 27 anos responsável por um incubadora de galos lutando dentro de um despensa localizado no polígono sul em que 19 animais foram localizados em “condições higiênico-sanitárias deficientes”.

Como reportado emergências Sevilha em suas redes sociais, consultados por Europa Press, no intervenção desenvolvido por agentes de Distrito Sul eles intervieram no total 16 galos da corrida lutador Espanhol e três galinhas.

As pássaros estavam em condições higiênico-sanitárias deficientes“e alguns dos cópias presente “sinais óbvios de abuso compatível com a participação em brigas ilegais”, segundo o relatório veterinario.

Por tudo isso, o Polícia local não descarta o instrução de afazeres contra o gerente do incubatório por um alegado crime de maus tratos a animais.

O desempenho desenvolvido através de um operacional conjunto de Polícia local com o Zoossanitário do Câmara Municipal de Sevilhaque culminou com a intervenção de tropas de Lipasam retirando pertences do local.

Popular