fluxo de oferta do Centro-Norte faz preços voltarem a cair

Publicidade

boiada gado bovino arroba do boi gordo carne bovina

O mercado físico do boi gordo voltou a registrar preços enfraquecidos nesta quarta-feira (17).

Segundo o analista da consultoria Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, o ambiente de negócios volta a sugerir pela continuidade deste movimento nos próximos dias, uma vez que a oferta ainda é expressiva, em especial de fêmeas no Centro-Norte brasileiro.

Esse movimento tem se acentuado em maio em função do desgaste das pastagens em um momento de
redução das chuvas e de queda das temperaturas.

Essa combinação climática reduz a capacidade de retenção do pecuarista, levando ao auge da safra do boi gordo. Nesse ambiente, os frigoríficos conseguem conforto para posicionar as escalas de abate, assinalou Iglesias.

Veja o preço da arroba:

  • São Paulo, Capital: R$ 262

  • Dourados (MS): R$ 247

  • Cuiabá (MT): R$ 231

  • Goiânia (GO): R$ 230

  • Uberaba (MG): R$ 250

Boi gordo no atacado

abate, carne bovina, frigoríficos, carnes - abates

Foto: Ministério da Agricultura

Os preços da carne bovina voltaram a cair no mercado atacadista. A oferta de carne proveniente do Centro-Norte brasileiro acentua o viés de queda em São Paulo e em outras regiões deficitárias
em produção de derivados do abate, a exemplo de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

A expectativa é de continuidade deste movimento no curto prazo, pontuou Iglesias.

O quarto traseiro foi precificado a R$ 19,10 por quilo, queda de R$ 0,10. O quarto dianteiro foi
cotado a R$ 13,80 por quilo, queda de R$ 0,20.

Já a ponta de agulha cedeu em torno de 20 centavos e foi cotada a R$ 13,70 por quilo.

Popular