Hipertensão Arterial é a doença que mais leva a óbito mulheres no mundo

Publicidade

Nos dias de hoje, algumas pessoas deixam a desejar quando se trata de buscar um profissional especializado para planejar uma boa alimentação e também exercícios físicos. Sabendo disso aproximadamente 35% da popuação brasileira sofre com a chamada hipertensão arterial, popularmente conhecida como “pressão alta” que é uma doença silenciosa e nem todos sabem que estão com isso podendo ocasionar alguns riscos cardiovasculares como acidente vascular cerebral (AVC), infarto agudo do miocárdio, entre outros. Das pessoas que têm ciência da doença, cerca de 50% fazem uso de medicamentos e apenas 45% conseguem manter a pressão sob controle.

A hipertensão arterial caracteriza-se como uma doença que tem como os níveis elevados a pressão no sangue nas artérias e é crônica e degenerativa. No quadro abaixo existe algumas recomendações de como a pessoa pode se cuidar.


Como previnir a hipertensão arterial. (Foto: Reprodução/Blog/PersonalLab Laboratório de Análises Clínicas)


Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) a pessoa hipertensa tem sua pressão sistólica (contração do coração) maior que 140 milímetros de mercúrio(mmHG) e/ou diastólica (relaxamento entre os batimentos cardíacos) igual ou superior a 90 mmHg.

Enquanto os homens podem sofrer com a pressão alta até os 50 anos, quando ultrapassa essa idade a preocupação maior fica entre as mulheres, tendo em vista um número muito grande e é a doença que mais mata elas no mundo, um dos fatores que pode fazer accontecer é a menopausa causadora da queda do hormônio feminino ocasionando muitas percas de proteção nas artérias contra o envelhecimento, enrijecimento e obstrução das placas de gordura. Veja o vídeo abaixo da especialista Drª Juliana Gil falando principalmente no caso de hipertensão arterial causada nas mulheres.


                                       

Foi exibido no Outubro Rosa – Hipertensão na mulher também precisa de atenção.(Vídeo:Reprodução/Youtube/Canal do Dr. Kalil)


É aconselhavel por especialistas durante a vida adulta fazer aferições da pressão arterial periodicamente tanto em casa quanto na farmácia. Caso sinta palpitações, dores de cabeça, inchaço nas pernas ou sensação estranha no peito, a melhor opção é ir ao hospital e contar com ajuda de um médico.

Antes de acontecer o pior, a pessoa tem que ter o costume na sua vida cotidiana colocar no seu cronograma maneiras saudáveis tais como alimentação, práticas de esportes, consumir bebidas alcoólicas moderadamente, não fumar e ter um peso compatível com seu ideal.

 

Foto destaque: Muitos brasileiros que tem hipertensão não sabem. (Reprodução/AFP Photo/Fred Tanneau)

Popular