Hoje e amanhã: Coletivo Artistas pela Palestina apresenta projeto inédito no Teatro Nacional do Chile | Artes e Cultura

Publicidade

Um grupo de artistas interdisciplinares residentes no Chile e descendentes de palestinos, agrupados no Coletivo Artistas pela Palestina, exibirá o projeto “Ciclo de leituras teatrais dramatizadas sobre a Palestina” nos dias 15 e 16 de maio no Teatro Nacional do Chile, com o objetivo de tornar visíveis a ocupação do povo palestino após a criação do Estado de Israel em maio de 1948.

“Ciclo de leituras teatrais dramatizadas sobre a Palestina”, iniciativa teatral composta por renomados diretores do circuito teatral nacional, continua suas apresentações após sua inauguração em 9 de maio. O ciclo é uma iniciativa de “Artistas pela Palestina” e nesta primeira versão conta com a direção de Jesús Urqueta, Patricia Artés, Ernesto Orellana, Paula González, Pablo Manzi, Andrea Olivarí, Ana Harcha e Andrea Giadach, que estão no comando de realizar cinco obras de autores palestinos junto com artistas proeminentes.

artistas de captura de tela por palestina
cedido

Os textos que serão expostos neste primeiro encontro são “Palestina, por exemplo” de Lina Meruane, “Handala” de Abdelfattah Abusrour, “Palestina Irreversível, Palestina Inexistente” de Ana Harcha, “Pé/Minha pátria mundo” de Ismail Khalidi e Andrea Giadach e “A promessa da revolução ”, com base em depoimentos de membros do Freedom Theatre no campo de refugiados de Jenin.

Este é o primeiro encontro de “Artistas pela Palestina”, que pretendem continuar desenvolvendo a médio e longo prazo na colaboração internacional, entre as nações do Chile, Palestina e seus povos.

ciclo sem precedentes

Ana Harcha, integrante do coletivo, destacou que “o evento que propomos, que será realizado pela primeira vez no Chile, também aborda uma questão muito particular, que é o fato de ter sido gerada uma equipe de trabalho artístico que , além de suas origens, Consideram de vital relevância para o contexto de nosso país saber, a partir da escrita do teatro feito na Palestina, ou criado por palestinos na diáspora, como é vivido e perpetuado o exílio iniciado há 75 anos”.

Lina Meruane, a recente premiada escritora chilena-palestina, comentou: “Este ciclo me parece muito significativo, porque confirma mais uma vez que a diáspora está empenhada em denunciar a violência sofrida pelos locais, e que está fortemente envolvida nesta causa”.

Vera Baboun, Embaixadora da Palestina no Chile, estará presente neste 15 de maio de forma especial: “Temos o prazer de trabalhar com o coletivo neste contexto. Pela primeira vez desde a catástrofe de 1948, o evento será comemorado oficialmente na sede das Nações Unidas. O povo palestino tem direito à autodeterminação e ao estabelecimento de seu Estado independente com Jerusalém, sua capital, assim como o resto dos países livres do mundo”.ele apontou.

poster
cedido

Artistas Coletivos para a Palestina

Membros
Andrea Giadach – Ana Harcha – Cristina Hadwa – Isidora Khamis – Alejandro Miranda – Bernardita Nassar – Valentina Nassar
Direção Musical: Alejandro Miranda
Intérprete musical: Adel Abed
Membros das leituras: Alejandra Sáez, Felipe Valenzuela, Xabier Usabiaga, Lorena Álamo, Constantino Marzuqa, Omar Morán, Isidora Khamis, María Paz Granjean, Valentina Nassar, Ana Harcha, Tomás Henríquez, Hugo Medina, Rallen Montenegro, Nicole Gutiérrez, Daniel Marabolí , Evelyn González, Maria Belen Padilla
Arte Visual e Pôster: Cristina Hadwa
Traduções: Yerko Fernández e Kevin Holmes
Assistente de Som: Luciano Vásquez
Imprensa: Florence Khamis
Produção: Javiera Vio e Omar Morán

Teatro Nacional Chileno

Morande 25, Santiago.
9, 15 e 16 de maio, às 19h30
Contacto: +569 8824896
A entrada é gratuita.
Colaboradores: Embaixada da Palestina no Chile e Cristina Issa.

Popular