Juiz mantém Dani Alves preso por suposto estupro de jovem

Publicidade

  • O juiz rejeitou o pedido do advogado de defesa, que alegou que as relações eram consensuais.

  • O jogador está preso desde 20 de janeiro, pois o juiz estimou que “há provas muito mais do que suficientes” da suposta violação.

EUROPA PRESS/BARCELONA O juiz que investiga o jogador de futebol Dani Alves por suposto abuso sexual de uma garota na boate Sutton, em Barcelona, negou nesta sexta-feira seu segundo pedido de saída da prisão provisóriaonde ingressou em 20 de janeiro.

O Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC) explicou que o magistrado do Tribunal de Instrução 15 de Barcelona rejeitou o pedido da defesa de Alves para deixá-lo em liberdade condicional até o julgamento.

A juíza já havia descartado pedido semelhante da jogadora, e a Justiça de Barcelona endossou a decisão, mas Alves voltou a pedir após uma segunda declaração perante o juiz que ele fez voluntariamente.

Popular