Ministério da Saúde lança campanha contra malária

spot_img

Anúncios

O Ministério da Saúde (MS) lançou nesta terça-feira, 25, uma campanha voltada para a prevenção e combate à malária. O foco da campanha é a Região Amazônica, que concentra 99% dos casos no Brasil. Tal doença possui maior incidência em populações de maior vulnerabilidade social e representa um grande problema de saúde pública no Brasil. De acordo com informações da “Band”, a data marca o Dia Mundial de Luta Contra a Malária e os 20 anos de atuação do Programa Nacional de Prevenção e Controle da Malária.

Os dados preliminares da pasta evidenciam que, nos meses de janeiro e fevereiro de 2023, 21.273 casos foram registrados, ou seja, um aumento de 12,2% em relação ao mesmo período de 2022.

Segundo a pasta, a campanha de publicidade vai ser veiculada na televisão, rádio, internet, redes sociais e outdoors espalhadas nos estados da Região Amazônica (AC, AM, AP, MA, MT, PA, RO, RR e TO). Além disso, a campanha também vai ser divulgada em carros e barcos de som, assim a informação vai chegar à população que mora em localidades mais vulneráveis.

Alda Cruz, diretora do Departamento de Doenças Transmissíveis da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde, disse que a campanha vai ser veiculada nas regiões que são consideradas especiais e mais afetadas. O foco será em alertas, formas de se prevenir e o tratamento da doença.


Post sobre o assunto. (Reprodução/Twitter @portaldaband)


A diretora disse que o “dever de casa” vai ser diagnosticar e tratar todos os casos de maneira adequada e também oportuna, com a realização das atividades de prevenção e controle, incluindo nisso a educação em saúde e cortar o reatabelecimento em áreas que não possuem transmissão autóctone nos últimos três anos, que vem sendo implementados na região extra-amazônica.

Ethel Maciel, secretária de Vigilância  em Saúde e Ambiente do MS, disse que, além da campanha, a pasta deve lançar nos próximos dias, um plano estratégico de combate à malária específico para a Amazônia Legal. A capacitação de lideranças para a eliminação da doença está entre as ações que devem ser realizadas. 

Maciel explicou: “Trabalharemos nessas duas frentes: um plano específico visando o preenchimento de alguns vazios, tanto na vigilância quanto na assistência”. Ela também diz que quando se olha a distribuição, inclusive de equipamentos de saúde no país, eles são diferenciados por região e a Região Norte é a que é preciso olhar de uma forma diferente para efetivar a equidade em saúde. 

A título de curiosidade, segundo o “Agência Brasil”, no ano de 2019, o Brasil registrou mais de 153 mil casos de malária. Em 2020 foram 143 mil. Em 2021 o número de casos foi de 193 mil. Já em 2022, foram 129 mil casos registrados e 50 óbitos.

Foto Destaque: Ministério da Saúde lança campanha contra a malária. Reprodução/Governo Federal.

Publicado em

artigos RECOMENDADOS

Aplicativos para Simular Maquiagem

Se você gosta de testar diferentes looks e estilos de make, você está no...

Melhores Apps de Bate-papo e Namoro para Pessoas com Mais de 50 Anos

Encontrar conexões significativas é importante em qualquer fase da vida. Para pessoas com mais...

Aplicativo Manual do Eletricista

No mundo moderno, a eletricidade é essencial em nossas vidas diárias, e saber lidar...