On The Record junto com “Vamo a Calmarno”: “Levantar um projeto desse é difícil e tem que ter perseverança” | registrado

spot_img

Anúncios

Em nova edição do On The Record, contamos com a dupla de youtubers nacionais, Roberto Rosinelli e Jaime Sandoval, mais conhecido como o “Vamo a Calmarno”, mais detalhes de como preparam sua chegada definitiva à cidade de Miami nos Estados Unidos.

Esta é uma tremenda oportunidade profissional para estes criadores de conteúdo que se conheceram através das redes sociais e revolucionaram o conceito de talk shows nas mídias digitais.

Abaixo, reveja a entrevista completa com a jornalista Camila Arcos na Bio Bio TV.

Ascensão das mídias digitais

“Chegou o dia que fomos conhecer a rádio e lá dissemos a ele o que queríamos fazer, não tínhamos feito um programa juntos antes, ele nos disse que sim e que poderíamos enviar um projeto mas tínhamos que encontrar um lugar para gravar o piloto e não tínhamos “, disse Roselli.

E acrescentou: “Começámos com um dia por semana e no terceiro ano já nos davam a manhã. Com o tempo já compramos várias câmeras, luzes, microfones, assunto do carro, já temos editor. Antes, demorávamos muito tempo para editar os vídeos.”

Jaime, por seu lado, destacou: “De alguma forma temos procurado fazer outras coisas e melhorar o nosso trabalho, fazer coisas novas e que as pessoas também gostem do que fazemos. Levantar um projeto como esse custa o mesmo, tem que ser perseverante, não desistir e ter que passar por momentos difíceis, no começo não ganhamos dinheiro e isso no final afetou o mesmo na prática”.

“Tudo o que ganhamos gastamos até chegar a hora dos patrocinadores chegarem, as visitas vão aumentar e a pandemia também nos ajudou muito e fez com que as empresas mudassem o rumo da publicidade e investissem mais em conteúdo digital”, insistiu.

internacionalização

“Vamo a calmarno, era um meme e a gente tinha medo que saísse de moda e nós também. O meme saiu e continuamos com o nome e no final deu certo”, disse Sandoval.

“Não deu certo na mídia tradicional, a gente começou e deu certo no digital, começou a dar frutos até que as pessoas viram a gente na televisão aberta. Fizemos com que ele se sentisse amigo, dissemos a ele que não existe um padrão e que tudo fluiu”, acomodou Rosinelli.

Sobre a possibilidade de poder entrevistar mais personalidades internacionais, Sandoval disse que: “Além do sonho, são pessoas que admiramos, que têm sua história, que têm lendas como Don Francisco, German ou Pablo Chill-E que queríamos entrevistar. por um tempo, e quando o fizemos foi legal. Bad Bunny ou Daddy Yankee seria legal entrevistá-los.”

Sobre as diferenças entre Chile e México na relação da mídia com os criadores de conteúdo digital, Rosinelli postula: “Eles estão conectados à televisão lá no México, os animadores estão de mãos dadas com os influenciadores, de repente o mesmo está muito saturado que conteúdo da violência. Os jovens assistem TV e ouvem rádio. Às vezes, eles podem atingir muito mais pessoas do que um canal de TV gigante.”

Publicado em

artigos RECOMENDADOS

Aplicativos para Simular Maquiagem

Se você gosta de testar diferentes looks e estilos de make, você está no...

Melhores Apps de Bate-papo e Namoro para Pessoas com Mais de 50 Anos

Encontrar conexões significativas é importante em qualquer fase da vida. Para pessoas com mais...

Aplicativo Manual do Eletricista

No mundo moderno, a eletricidade é essencial em nossas vidas diárias, e saber lidar...