Opep: produção de petróleo cai no Brasil; projeção é de crescimento

Publicidade

A produção de petróleo do Brasil registrou queda de 147 mil barris de petróleo por dia (bpd) em março deste ano em relação a fevereiro, para uma média de 3,1 milhões de bpd, segundo a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

No relatório mensal publicado nesta quinta-feira (11), a Opep aponta expectativa de crescimento da produção brasileira, com aumento em alguns campos. Porém, ressalta que a exploração em plataformas offshore (estrutura para perfuração em alto-mar) deve causar algumas interrupções.

O documento cita o Brasil como um dos principais impulsionadores da oferta de combustíveis líquidos em 2022, ao lado dos Estados Unidos, da Rússia, do Canadá, da Guiana e da China. As maiores quedas na produção foram registradas na Noruega e na Tailândia.

Em relação a este ano, a Opep avalia o investimento de capital para exploração de petróleo e gás brasileiros deve ter alta de 15% na comparação com 2022.

PIB

No relatório, a Opep mantém crescimento de 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB) global em 2023, assim como as estimativas para os Estados Unidos, em 1,2%; e zona do euro, em 0,8%. Com relação à China, a projeção é maior, de 5,2% em 2023.

De acordo com o documento, a economia do Brasil deve crescer 1% em 2023, com recuo depois do avanço de 2,9% no ano anterior. “Os juros e a inflação elevados devem provocar desaceleração do crescimento, com espaço fiscal limitado para investimentos internos no Brasil”, avalia a Opep.

Popular