Saiba identificar e se prevenir do câncer de pulmão, causa da morte de Rita Lee

Publicidade

Rita Lee faleceu na segunda-feira (8), em decorrência de um câncer de pulmão descoberto em 2021. A cantora fez tratamentos e em 2022 comemorou a remissão do câncer. Na maioria dos casos, para uma cura total, a remissão precisa se estender durante cinco anos.  

Na última quinta-feira, Rita Lee deu entrada no Hospital Albert Einstein. Roberto de Carvalho, marido da artista, afirmou que a ida ao hospital tinha relação com o tratamento contra o câncer.   


Capa do livro de Rita Lee (Foto: Reprodução/Instagram) 


O câncer de pulmão é um dos tumores malignos mais comuns. O tabagismo é o principal fator, ele está entre 90% dos casos. O câncer pulmonar primário é raro em não fumantes.  

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), as taxas atuais de sobrevida em 5 anos são de 19%: 23% para mulheres e 16% para homens. O diagnóstico precoce pode aumentar essa taxa. Porém, apenas 16% dos cânceres de pulmão são diagnosticados em estágio inicial. Se isso acontece, a taxa de sobrevida de cinco anos sobe para 56%. 

Alguns outros fatores também devem ser destacados: exposição a certos agentes químicos, metais pesados, fatores genéticos, enfisema pulmonar e bronquite.  

Os sintomas geralmente aparecem quando o câncer está em um estágio avançado:  

  • Tosse ou mudança no padrão de tosse do fumante; 
  • Falta de ar; 
  • Dor torácica; 
  • Perda de peso; 

  • Cansaço; 
  • Presença de sangue no escarro.  

O diagnóstico geralmente é feito primeiro pelo histórico do paciente e resultados dos exames de raio- X de tórax. Caso seja constatada alguma lesão exames mais específicos são solicitados: ressonância magnética, tomografia computadorizada, broncoscopia e biópsia de lesão.       

O tratamento inclui cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Mas o que faz efeito é a prevenção: 

– Abandonar o cigarro, o tabagismo é um dos principais fatores do câncer de pulmão; 

– Se você fuma ou fumou durante pelo menos 10 anos deve fazer raio – X ou tomografia a cada dois anos; 

– Evite a exposição a agentes químicos, ou metais pesados, como o asbesto, arsênico entre outros.  

 

Foto Destaque: Rita Lee no quintal de seu sítio. Reprodução/Instagram/@ritalee_oficial

Popular