temos milho para suprir a demanda e impulsionar a economia circular

Publicidade

A geração de uma economia circular em torno da primária dos grãos é uma das principais características e oportunidades criadas pela produção do etanol de milho. A questão foi uma das apontadas nesta quarta-feira (19) durante o Fórum Mais Milho, durante a Norte Show, em Sinop.

O Fórum Mais Milho em Sinop foi o segundo desta sétima edição do projeto Mais Milho.

“O objetivo do projeto é levar informação para o produtor. E, acho que o mais importante disso é trazer essa informação sobre o milho, principalmente aqui”, pontua Glauber Silveira, diretor executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), moderador do evento.

De acordo com o presidente da União Nacional do Etanol de Milho (Unem), Guilherme Nolasco, fóruns e eventos como o realizado pelo projeto são importantes tanto para a cadeia produtiva do cereal quanto os demais setores produtivos.

“Você mostra que a agroindústria pode gerar toda uma economia circular em torno da primária de grãos, hora exportáveis”.

etanol de milho

Foto: Unem

Impulsionamento de produção e outras cadeias

Nolasco frisa que em uma região como a de Sinop, em torno da BR-163 no médio-norte mato-grossense, é “muito clara a riqueza que esse setor vem trazendo, impulsionando nas cadeias de proteína animal, produção de floresta plantada, e mais que isso, o produtor com renda ele faz mais investimentos e está aumentando a sua produtividade”.

Conforme o presidente da Unem, ficou claro durante o Fórum Mais Milho que o Brasil possui produção de cereal para atender tanto o mercado interno, incluindo a indústria de etanol, quanto ao mercado externo, cuja previsão é adquirir cerca de 50 milhões de toneladas.

As projeções de produção do cereal no país nesta safra 2022/23 apontam para cerca de 125 milhões de toneladas, das quais em torno de 46 milhões de toneladas oriundas somente de Mato Grosso.

+Confira mais notícias do projeto Mais Milho no site do Canal Rural

+Confira mais notícias do projeto Mais Milho no YouTube

 

Clique aqui, entre em nossa comunidade no WhatsApp do Canal Rural Mato Grosso e receba notícias em tempo real.

 

Popular