Um terceiro homem foi preso por agressão sexual a uma jovem em Puente Genil

Publicidade

EUROPA PRESS/HUELVA/CÓRDOBA A Guarda Civil deteve um terceiro homemdepois de dois presos ontem quarta-feira, por seu suposto relacionamento com o agressão sexual que uma jovem denunciou no último fim de semana na cidade de Córdoba Ponte Genil.

O delegado do Governo na Andaluzia, Pedro Fernándezdeclarou nesta quinta-feira que “É uma investigação que está completamente aberta”em que “foi preso três pessoas“, estando neste momento a decorrer os respectivos interrogatórios, aguardando a disponibilidade da autoridade judiciária.

Nesse sentido, ele comentou que “o juiz vai decidircom base em evidências, se a prisão preventiva for decretadacom ou sem fiança, ou não haja prisão preventiva e decida soltá-los com a obrigação de comparecer”, salientando que “O importante é que eles foram identificados e detidos”. Não descarta que haverá mais detenções.

Enquanto isso, o Tenente Coronel Chefe de Operações do Comando da Guarda Civil de Córdoba, Emílio Munozjá avançou na segunda-feira que a investigação do referido caso estava “no bom caminho” após a denúncia apresentada pelo afetado na madrugada de sabado. Assim, ele espera que o fato “será esclarecido”.

Também o Tribunal de Primeira Instância e Instrução nº 3 de Posadas (Córdoba), atuando como vigilante, acordou na terça-feira a libertação provisória dos sete homens detidos após ser denunciado por uma mulher por suposta agressão sexual também aconteceu no último final de semana na cidade de Córdoba de Palma del Río.

Conforme relatado pelo Tribunal Superior de Justiça da Andaluziacomo medidas de precaução, seu passaporte foi retirado e eles foram impostos proibição de sair do território nacionaltendo também a obrigação de comparecer todas as segundas-feiras no tribunal.

Popular